Justiça garante nomeação de aprovada no INSS no cadastro de reserva

justiça garante posse de aprovada no inss em cadastro reserva

Necessidade de servidores na autarquia embasou decisão de desembargador do TRF-1

A necessidade de servidores no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) garantiu a candidata aprovada fora do número de vagas a nomeação no cargo de Técnico do Seguro Social da Gerência Executiva de Uberlândia (MG). A decisão que beneficia aprovada no INSS é liminar de desembargador da 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região.
A candidata participou do concurso para o INSS realizado em 2015. O edital para o cargo previa cinco vagas para ampla concorrência. A vitória do Kolbe Advogados Associados garantiu a ela a posse no concurso.

Direito à posse

Em primeira instância, a candidata teve a liminar indeferida, sob alegação de que foi aprovada fora do número de vagas previsto no edital e que a existência de déficit de servidores não justifica a obrigatória nomeação do candidato aprovado.
Já no Tribunal, o entendimento foi diferente, inclusive com decisão embasada em outros casos semelhantes julgados no TRF-1.
O advogado responsável pela ação, Max Kolbe, salientou que a não convocação dos aprovados traz prejuízos para a Administração Pública, já que o déficit de servidores prejudica a continuidade do serviço e sua eficiência. “O INSS conta atualmente com 26.258 técnicos do seguro social, sendo que 11.085 encontram-se em abono de permanência, podendo requerer aposentadorias a qualquer tempo”, disse.
“Há direito à nomeação de candidatos aprovados fora do número de vagas previstas no edital do certame em caso de comprovado surgimento de novas vagas durante o prazo de validade do concurso, desde que haja manifestação inequívoca da Administração Pública acerca da existência dessas vagas e, sobretudo, da necessidade de chamamento de novos servidores, o que se verificou, a princípio, na espécie”, diz a decisão do desembargador.

Necessidade de servidores

O INSS já manifestou déficit de servidores e necessidade de novos servidores por meio de Nota Técnica de 2017. No documento, a autarquia declara urgência na recomposição continuada de seu quadro permanente.
Além disso, o INSS solicita na Nota Técnica que sejam nomeados 2.200 aprovados para seus quadros e a autorização de novo concurso ou autorização para homologação suplementar dos candidatos aprovados no certame.
O Ministério Público Federal também recomendou ao Ministério da Economia e ao INSS que promovessem a reposição da força de trabalho das autarquias em quantitativo não inferior às vagas/cargos em aberto.
Veja outras vitórias do Kolbe Advogados Associados.

Deixe uma resposta